Polícia Militar
Polícia Militar

Corregedoria prende suspeito de ter assassinado sargento em assalto

Policial foi vítima de tentativa de roubo quando ia para um culto. Com suspeito, polícia encontrou dezenas de tabletes de drogas

O Estado de S.Paulo

03 Julho 2018 | 20h17

SÃO PAULO - A Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo prendeu nesta terça-feira, 3, um dos suspeitos de ter assassinado o sargento Ricardo Sunao Kamada, crime cometido em 27 de maio. A prisão ocorreu na comunidade Nova Esperança, na zona oeste da capital, após a Justiça ter expedido mandado de prisão temporária. Hygor Camargo Pereira da Silva foi encontrado com dezenas de tabletes de drogas, que foram apreendidos pela polícia.

+ PM de folga atira da sacada de casa e mata mulher de 20 anos em Poá

O ataque ao sargento aconteceu na Rua Orestes Colombari, no Jardim Raposo Tavares. O policial iria assistir a um culto quando, no início da noite, foi abordado por três criminosos que tentaram roubar a sua moto. O PM reagiu e houve tiroteio, que terminou com o policial e um dos suspeitos feridos. O sargento chegou a ser socorrido, mas morreu cinco dias depois no Hospital das Clínicas.

O adolescente apreendido na data do crime confessou envolvimento no caso e disse que agiu em companhia de Hygor, preso nesta terça, e Brendon Santos de Souza, que não foi encontrado. A investigação ocorreu com apoio dos agentes do 75.º Distrito Policial (Jardim Arpoador), onde foi instaurando inquérito para apurar o crime de latrocínio.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.