Zonas para casa popular reduzem interesse na área

As principais incorporadoras do País consideram limitado o potencial de investimentos na região da Nova Luz, no centro de São Paulo, uma vez que um quarto da área de concessão é formado por Zonas de Interesse Social (Zeis), onde devem ser construídas moradias populares de até R$ 72 mil.

, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2010 | 00h00

São quase 60 mil metros quadrados que devem ser repovoados com habitações para famílias de baixa renda. Dois terrenos, totalizando 15 mil metros quadrados, já foram desapropriados para essa finalidade nas Ruas Aurora e Vitória. Empresários ligados ao sindicato da habitação (Secovi), porém, consideram que esse número de habitações para a baixa renda deveria ser pulverizado pela cidade, e não concentrado em um único espaço, o que poderia minar o interesse da classe média em morar no centro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.