Zona sul tem DPs com maior número de mortes violentas

O 100º DP (Jardim Herculano) registra o maior número de homicídios: 31 casos notificados entre janeiro e agosto

Bruno Ribeiro e Juliana Ravelli, O Estado de S. Paulo

25 Setembro 2014 | 23h10

SÃO PAULO - Até o momento, o 100º DP (Jardim Herculano), na zona sul, registra o maior número de homicídios: 31 casos notificados entre janeiro e agosto. Em seguida, aparecem os distritos policiais vizinhos: 25º DP (Parelheiros) e 37º DP (Campo Limpo), com 29 homicídios registrados cada. A quarta posição é do 47º DP (Capão Redondo), também ao lado do Jardim Herculano. No bairro, foram notificados 26 casos.

Na contramão, cinco distritos policiais da cidade não tiveram registro de morte violenta neste ano: 36º DP (Vila Mariana), 56º DP (Vila Alpina), 57º DP (Parque da Mooca), 78º DP (Paulista) e 99º DP (Campo Grande).

Só três DPs na capital apresentaram queda no número de roubos (exceto de veículos) na comparação entre janeiro e agosto de 2013 com o mesmo período de 2014. O 81º DP (Belém), o 28º DP (Nossa Senhora do Ó) e o 18º DP (Alto da Mooca) tiveram redução de 40,6%, 21,9% e 4,8%, respectivamente. 

Mais conteúdo sobre:
São Paulozona sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.