Zona norte ganha mais 800 metros de faixas para ônibus

Dispositivos começaram a funcionar na Rua Voluntários da Pátria e na Avenida Brás Leme

O Estado de S. Paulo

30 de junho de 2014 | 08h44

SÃO PAULO - Mais 800 metros de faixas exclusivas de ônibus passaram a funcionar na cidade de São Paulo nesta segunda-feira, 30. Os dispositivos, que ajudam na fluidez do transporte público, ficam na Rua Voluntários da Pátria e na Avenida Brás Leme, ambas na zona norte da capital paulista.

A primeira ganhou 500 metros de faixa só para coletivos à direita, no sentido centro, entre as Ruas Francisca Júlia e Conselheiro Saraiva. O mecanismo fica ativado em dois períodos do dia, entre segunda e sexta-feira: das 6h às 10h e das 16h às 20h.

Na Brás Leme, a faixa exclusiva fica à esquerda, no sentido bairro, e vai da Ponte da Casa Verde à Rua Marambaia. Ela funciona de segunda a sexta-feira das 6h às 22h e aos sábados das 6h às 14h. A aplicação de multas para motoristas que não respeitarem os dispositivos começam em duas semanas, no dia 14.

Pelo Código de Trânsito Brasileiro, rodar na faixa exclusiva de ônibus à direita é uma infração leve, com perda de três pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de R$ 53,20. Já na faixa à esquerda, a invasão por outros veículos é considerada uma infração grave, com cinco pontos na carteira e multa de R$ 127,69.

Com esses dois novos trechos de faixas, a gestão Fernando Haddad (PT) já entregou 338,1 km de faixas exclusivas na cidade. Levantamento divulgado no fim de 2013 mostra que as faixas fizeram cada passageiro de ônibus ganhar, em média, quatro horas por dia, antes perdidas nos deslocamentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.