Zagallo é assaltado no Rio; bando desiste de levar carro

RIO

Tiago Rogero, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2011 | 00h00

Uma semana após completar 80 anos, o ex-técnico da seleção brasileira Mário Jorge Lobo Zagallo foi assaltado na madrugada de ontem em Botafogo, na zona sul do Rio. Ele, a mulher, Alcina, e o filho, Mario César, passavam pela Rua Ministro Raul Fernandes, por volta de 2h, quando o carro em que estavam foi abordado por quatro criminosos. Zagallo registrou ocorrência às 7h de ontem na 10.ª DP.

"Graças a Deus, todo mundo está bem", disse o ex-treinador. "Estou correndo para resolver tudo de cartão de crédito, talão de cheques." Segundo ele, quatro homens estavam em um carro e um deles desceu. Armado, o ladrão roubaria o carro de Zagallo, mas teria desistido ao reconhecê-lo.

"Ele chegou apontando o revólver para mim. Colocou a cabeça para dentro do carro e me tirou os pertences todos. Foi coisa de três minutos. Quando meu filho disse que eu era o Zagallo, acho que eles se assustaram. Eu já ia entregar meu relógio, mas os outros três chamaram e todos foram embora", disse Zagallo.

O cordão de ouro e a carteira do ex-treinador e o relógio de Mario César foram roubados. "Ele conseguiu dar apenas algumas informações sobre o suspeito que saiu do carro", disse a delegada adjunta da 10.ª DP, Daniela Terra. A polícia pediu imagens das câmeras de trânsito e de prédios para identificar os assaltantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.