Whoopie pie: o docinho do momento, em versão nacional

Ele veio dos EUA ou da Inglaterra, não se sabe ao certo, aqui ganhou massa e recheios variados e é a aposta das docerias

Tatiana Piva, O Estado de S.Paulo

10 Fevereiro 2011 | 00h00

Numa rápida olhada, é fácil confundir o whoopie pie com um macaron ou mesmo com um bem-casado. Apesar das semelhanças no visual, eles são bem diferentes. A cake designer Cecilia de la Fuente explica que o macaron tem a textura mais parecida com um suspiro e o bem-casado está mais para um bolinho. "O whoopie pie é como se fosse um cookie mais macio e bem recheado."

Embora já seja mania nas docerias dos Estados Unidos e da Europa, o doce é novidade entre os brasileiros. Sua origem é um pouco controversa. Os ingleses juram que o whoopie pie nasceu na Inglaterra, em 1929, mas os americanos acreditam que o doce foi criado na mesma época, na Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Variações. A versão tradicional do whoopie pie é feita com massa de chocolate e recheio de marshmallow. Ao ser trazido para o Brasil, porém, o doce sofreu algumas modificações. "Por uma questão de cultura gastronômica, do paladar do brasileiro, que é mais açucarado, tornamos a receita mais molhada e criamos novas versões da massa e do recheio", diz Michel Khodair, coordenador do Centro Especializado em Gastronomia.

As combinações inventadas por aqui vão desde baunilha com recheio de marshmallow ou beijinho; chocolate recheado com brigadeiro; banana recheada também com doce de banana, recheios de bicho de pé e pistache.

"É fácil e rápido de preparar (cerca de 40 minutos). E o melhor, tem um preço acessível", diz Rô Almeida, do Ateliê Good Cake. Os docinhos custam de R$ 2 a R$ 4,50, em média.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.