Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

'Vou vetar', diz Haddad sobre projeto que determina fim do rodízio em SP

Proposta, de autoria do vereador Adilson Amadeu (PT), foi votada na Câmara Municipal nesta quarta-feira

Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo

29 Maio 2014 | 20h11

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse nesta quinta-feira, 29, que vetará o projeto aprovado na Câmara Municipal, que prevê o fim do rodízio de veículos em São Paulo. O texto foi aprovado em votação simbólica nesta quarta.

Abordado pela reportagem do Estado na entrada de uma ópera no Teatro Municipal, por volta das 20 horas, Haddad disse não ter entendido a aprovação do rodízio municipal e afirmou que vetará o projeto. "Eu não entendi. Ninguém falou comigo sobre esse projeto. Eu vou vetar, claro."

A Câmara aprovou o projeto em segunda votação por meio de uma votação simbólica que durou menos de 50 segundos. O projeto, de 2006, é de autoria do vereador e despachante Adilson Amadeu (PTB). Os 55 vereadores de São Paulo tiveram 50 dias para descobrir que a proposta estava na lista de projetos com acordo para serem votados desde o dia 9 de abril.

Mais conteúdo sobre:
rodízioHaddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.