Voo de estrangeiras atrasa menos no fim de ano

Enquanto companhias aéreas nacionais enfrentaram dificuldades para manter a pontualidade de seus voos durante as festas de fim de ano, a maioria das estrangeiras conseguiu melhorar os desempenhos na comparação com 2009. Das oito empresas com maior número de operações no País, apenas a TAP não seguiu a tendência - ainda assim, registrou aumento ínfimo nos atrasos, de 32,4% para 32,6%.

Bruno Tavares, O Estado de S.Paulo

08 Janeiro 2011 | 00h00

Segundo especialistas do setor, essas realidades opostas se explicam pelas regras e penalidades a que as companhias nacionais e estrangeiras estão sujeitas. Nos Estados Unidos e na Europa, por exemplo, há rigorosa vigilância sobre a pontualidade dos voos, com penalidades para aquelas que não atingem determinados resultados. No Brasil, índices de regularidade, pontualidade e eficiência operacional das empresas deixaram de ser divulgados porque se verificaram distorções nos cálculos. A Anac diz que os problemas já foram corrigidos e promete voltar a divulgar os números neste ano.

Entre 18 de dezembro e 3 de janeiro, a United Airlines foi a que teve menor índice de atrasos superiores a 30 minutos, com média de 8,1%. Em 2009, a empresa contabilizou atrasos em 35% de suas 163 operações. Desta vez, a United reduziu esse porcentual, mesmo realizando dez pousos e decolagens a mais. A American Airlines foi outra que diminuiu seu índice de atrasos, mesmo realizando 29,5% mais operações. Sua média ficou em 18,7%, ante 21,1% de 2009 - queda de 11%. Entre as europeias, a líder de pontualidade foi a Air France (29% de atrasos).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.