Vôo da United Airlines é cancelado por problema na aeronave

É a quarta vez desde o último sábado que vôos da empresa são cancelados por problemas mecânicos nos aviões

Oswaldo Faustino, do estadão.com.br,

24 de janeiro de 2008 | 03h02

Pela quarta vez em menos de uma semana, uma aeronave da empresa aérea United Airlines apresentou problemas técnicos e o vôo foi cancelado na noite desta quarta-feira. O Boeing 767 faria o vôo 8146 para Chicago, nos Estados Unidos. O avião deveria ter decolado às 22h45 de quarta-feira no Aeroporto Internacional de São Paulo, no bairro de Cumbica, em Guarulhos. A aeronave estava na cabeceira da pista quando os passageiros e a tripulação começaram a sentir um forte cheiro de fumaça. O comandante anunciou que não havia condições de voar e abortou a decolagem. O deputado estadual mineiro Délio de Jesus Malheiros, do PV, que estava a bordo do avião, disse que saiu de Belo Horizonte na segunda-feira e está há dois dias em São Paulo sem saber quando conseguirá chegar a Nova York. Ele estava também no vôo 860, que decolou na terça-feira do mesmo aeroporto rumo a Washington e retornou duas horas depois para Cumbica, com problemas mecânicos. "Nosso grupo foi encaminhado ao Hotel Mercury e às 17 horas retornou ao aeroporto. Fomos informados de que embarcaríamos às 22h40 para Washington. Na hora do embarque, porém, nos informaram que houve mudança de destino e que iríamos para Chicago", comenta o deputado. A viagem que seria de 10 horas e meia levaria 14 horas.Com o cancelamento, o grupo foi encaminhado para o Hotel Ceasar Park e deverá retornar ao aeroporto às 9 horas desta quinta-feira, 24. "Eles estão operando com verdadeiras sucatas", disse o deputado. Outros cancelamentos No início da madrugada de quarta-feira, outro jato da United Airlines também teve avaria mecânica. A aeronave realizaria o vôo 842, que saiu do Aeroporto de Guarulhos às 22h11, com destino ao Aeroporto de Chicago, com 142 passageiros e 12 tripulantes a bordo. No último sábado, outra aeronave da empresa, que partiu do Rio de Janeiro com destino a Washington, teve de fazer um pouso de emergência. Numa nota explicando os problemas anteriores, a empresa aérea afirma que, como medida de precaução, os pilotos seguiram os procedimentos e pousaram os aviões em segurança. Ainda segundo a nota, a equipe de manutenção da United, que fica em Guarulhos, inspeciona as aeronaves para realizar os devidos consertos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.