Volta do feriado tem registro de tráfego lento em São Paulo

Mais de um milhão de veículos devem retornar à capital; rodovia no litoral sul já tem excesso de carros

Chico Siqueira, Marco Antônio Carvalho, O Estado de S. Paulo

23 de novembro de 2014 | 16h31

Atualizado às 20h50

SÃO PAULO - A volta do feriado prolongado é de lentidão nas principais rodovias que ligam a capital paulista ao interior e à Baixada Santista neste domingo, 23. A expectativa era de que cerca de 1,6 milhão de veículos transitassem pelos sistemas Anchieta-Imigrantes, Anhanguera-Bandeirantes e Castello-Raposo durante a volta do feriadão do Dia da Consciência Negra, que aconteceu na quinta-feira passada.

Apesar do intenso tráfego causado pelo excesso de veículos, a volta está sendo considerada tranquila pelas concessionárias dos três sistemas. Por volta das 18h30 apenas 40 mil dos 332 mil veículos que desceram para a Baixada Santista não haviam retornado, segundo a Ecovias.

No sistema Anhanguera-Bandeirantes, 806 mil dos 860 mil veículos esperados no feriadão já tinha passado pelo sistema. No sistema Castelo-Raposo, cerca de 90%  dos 530 mil veículos também já tinham retornado ou deixado a capital.

No sistema Anhanguera-Bandeirantes, os motoristas enfrentavam, por volta das 18h40, cerca de 31 quilômetros de lentidão na chegada à capital, em quatro trechos. Os pontos de lentidão foram registrados nas pistas expressas da Bandeirantes, entre os kms 73 e 56, e da Anhanguera, entre os kms 24 e 20.  

Também foi registrado tráfego intenso, causado por congestionamento das marginais, entre os kms 20 e 13, da Bandeirantes, e lentidão entre os kms 62 e 59, da pista expressa da Anhanguera, no sentido Interior-Capital, em Jundiaí.

No mesmo horário, a lentidão na Castello atingia 19 quilômetros , na chegada à capital, na altura de São Roque, entre os kms 60 e 51, da pista sentido Capital, e na altura de Jandira e Barueri, entre os kms 32 e 24, também na mesma pista.

Baixada. A volta da Baixada Santista também foi marcada por lentidão, especialmente na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, que registrava por volta das 19 horas, cerca de 12 quilômetros de trânsito lento, entre os kms 292 e 280, causado pelo excesso de veículos.

O tempo nublado com chuvas isoladas e visibilidade parcial também exige mais atenção dos motoristas. No entanto, no início da noite o tráfego era normal na via Anchieta, com a pista sul usada para descida. As pistas norte e sul da Imigrantes, usadas na subida também apresentavam trânsito normal.

Acidentes. O sistema Anhanguera-Bandeirantes, que apresentou maior movimento no feriadão, registrou menos acidentes neste feriadão, se comparado com o feriadão de 2012. Segundo a AutoBan entre a zero hora de quarta-feira, até as 17 horas deste domingo, 806 mil veículos passaram pelo sistema, registrando 73 acidentes, com 31 feridos e 1 morte.

Em 2012, quando houve feriadão no Dia da Consciência Negra, o sistema registrou entre 16 e 20 novembro daquele ano, 777 mil veículos, com 78 acidentes, 53 feridos e nenhuma morte.

Monitoramento. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo adotou uma operação para monitorar o trânsito no retorno do feriado. “A operação tem como objetivo garantir segurança, fluidez e mobilidade dos motoristas e pedestres, mesmo considerando o grande aumento do fluxo de veículos, especialmente nos acessos e chegadas das rodovias”, declarou o órgão em nota.

A CET informou ter colocado guinchos em pontos estratégicos nos principais corredores e nas proximidades das rodovias para agilizar eventuais remoções. O órgão recomenda observar orientações nos painéis de mensagem e procurar informações sobre as condições de trânsito na cidade e nas estradas. A CET disponibiliza o telefone 1188 para ocorrências, remoções, reclamações e sugestões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.