Vocês querem bacalhau?

Embora o ministro Guido Mantega garanta que o fluxo cambial está sob controle, não custa nada dormir de fralda, né não? Vai que no meio da noite a latinha de caviar fique mais barata que a dúzia de bananas! Motivada pela forte valorização do real, a súbita mudança nos hábitos alimentares do brasileiro pode virar um caso de saúde pública. O povão não está preparado para se empapuçar de queijo roquefort.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2010 | 00h00

Com o preço dos importados em queda livre, já tem consumidor de supermercado popular trocando o contra-filé do açougue pelo bacalhau da Noruega, a bananada pelo doce de leite argentino, o Sangue de Boi pelo vinho português e logo, logo, não vai faltar geleia americana Queensberry no café da manhã do miserável. Quando, enfim, a classe D invadir a seção de importados das grandes delicatessens do País, o desarranjo será completo.

Foie gras, snacks, escargots, tartufo nero, magret de canard, chocolate suíço, queijo brie, vieiras espanholas em conserva, Veuve Clicquot... Sabe Deus onde a cesta básica do brasileiro vai parar se o ministro da Fazenda não restabelecer a competitividade do arroz com feijão no mercadinho.

Me chama!

Está dando o que falar em Belo Horizonte as 5 milhões de ligações telefônicas que o PSDB está disparando em Minas com a voz de Aécio Neves pedindo voto para José Serra. Ontem à noite, num barzinho da Savassi, um papo de louras a respeito quase acaba em puxão de cabelo:

Loura 1: "O Aécio já te ligou pedindo apoio?"

Loura 2: "Várias vezes."

Loura 3: "Convencida!"

Tem moça que não sai de casa há dois dias esperando pela telemensagem do ex-governador.

Falha técnica

Dilma Rousseff foi, salvo engano, dublada no último debate. Até aí, tudo bem! O problema é que ela ficou, como diz o pessoal de cinema, "fora de sinc"! Ou seja, o movimento labial não estava em sincronia com a fala.

Programa de índio

Já tem muita gente boa em São Paulo dando um brilho no seu Rider preferido para o fim de semana concorrido no Salão do Automóvel, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. É impressionante como todo pé de chinelo adora carrão.

Repara só!

Trágico falecimento

Com a morte num oceanário da Alemanha do polvo Paul, o profeta da Copa, fica praticamente impossível prever o resultado das eleições no Brasil. Ou será que você ainda acredita em institutos de pesquisa de opinião!

Três em um

O fim do mundo resolveu fazer uma coisa diferente na atual escala de sua turnê mundial na Indonésia. Terremoto, tsunami e erupção vulcânica, tudo junto, francamente, eu nunca tinha visto.

Ausência lamentada

Faltou o Obina na lista de finalistas ao prêmio Bola de Ouro 2010, da Fifa.

O Eto"o entrou!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.