Você é favorável ao salário de R$ 24 mil para o prefeito?

Debate

, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2011 | 00h00

Oded Grajew

Sim

É mais do que justo. Esse valor, se comparado ao que o mercado paga a profissionais que exercem cargos de direção, é até pequeno. Conheço pessoas que foram convidadas para ministérios e não aceitaram porque o salário é incompatível com o que ganham no mercado. Alguns fazem um sacrifício para se dedicar a uma causa pública. Por outro lado, há os corruptos que veem no cargo uma oportunidade de enriquecer.

Em estudos sobre salários de funcionários públicos em países desenvolvidos, chegou-se à conclusão de que eles ganham em média 10% menos do que o setor privado oferece. No Brasil, esse abismo é maior. Os pouco mais de R$ 5 mil pagos hoje a secretários parecem até brincadeira.

COORDENADOR-GERAL DA REDE NOSSA SÃO PAULO.

 

 

Aldo Fornazieri

Não

O fato de o salário de um servidor público saltar em poucos meses da casa dos R$ 12 mil para R$ 24 mil representa aumento absurdo. É injustificável. Devem ser levados em conta nesse tipo de pretensão os parâmetros de aumentos salariais praticados atualmente no País.

Há estudos que mostram que o setor político no Brasil tem uma das maiores remunerações do mundo. Ou seja, é preciso ter mais comedimento. O aumento em São Paulo fere ainda o princípio da moralidade pública, um dos parâmetros pelos quais se deve guiar a administração, embora esse reajuste possa até estar correto do ponto de vista legal.

DIRETOR DA FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO (FESPSP) E CIENTISTA POLÍTICO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.