Você conversa com seu pillow?

Se você é desses que de vez em quando vai dar umas voltinhas no Twitter e volta com a impressão de que não sabe andar nessa bicicleta, calma! Na maioria das vezes, a falta de intimidade com a linguagem das redes sociais é até louvável num ambiente sem cerimônia ou privacidade. Muita coisa que você lê ali e não entende não é mesmo da sua conta.

Tutyy Vasques, tutty.vasques@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2010 | 00h00

Quer ver só?

Dia desses, me embrenhei nas novíssimas mídias eletrônicas pra ver se aprendia a ganhar dinheiro com isso. Cheguei ao Twitter de Eike Batista já nos finalmente da conversa fiada do bilionário: "Vou bater mais um papinho com meu Pillow" - sem duplo sentido, por favor!

Como nunca tinha ouvido aqui no Brasil alguém chamar travesseiro de "Pillow" (ainda mais com inicial em caixa alta), resolvi pesquisar no Google a respeito. Descobri um certo Pillow Talk, travesseiros que, por meio de sensores, se comunicam a grandes distâncias, permitindo que namorados sintam a presença e até o batimento cardíaco um do outro quando dormem em cidades diferentes.

Daí a você começar a imaginar se a namorada do Eike Batista está viajando é um pulo que, sinceramente, parece coisa de maluco, né não? Sei lá se ele tem namorada, caramba!

Ideia fixa

Rubinho Barrichello só pensa naquilo: comentou com Felipe Massa no lançamento do vinho com a marca Galvão Bueno no rótulo, em São Paulo, que "o PIB chinês só ultrapassou o japonês porque houve ordens dos boxes nesse sentido". Será?

Bomba flex

Cientistas escoceses estão desenvolvendo um biocombustível de uísque. Ou seja, muito em breve o motorista será advertido para mais um risco ao volante: "Se abastecer, não beba!"

Líder de audiência

São Paulo pode ser o primeiro Estado brasileiro a ganhar um álbum de figurinhas de candidatos às próximas eleições. Também, pudera! Agnaldo Timóteo, Tiririca, Ronaldo Esper, Mulher Pera, Maguila, Marcelinho Carioca, Obama Brasil, BinLaden, Aílton Meleca, Maluco Beleza, Tetraneto do Zumbi dos Palmares, Maradona do Brasil, Josué Topa Tudo... Só tem figura no horário do TRE.

Pensa bem, moleque!

Mano Menezes, Dorival Júnior, Pelé, Zagallo... Todos aconselham Neymar a ficar no Brasil. Se eu fosse ele, me mandava pra Inglaterra.

Agora vai!

Os marqueteiros tucanos estão tranquilos! Se a tática de apelidar o Serra de Zé não colar na campanha, restará ainda o recurso de chamar o vice Índio da Costa de Mané no Horário Eleitoral Gratuito.

Ofensa ancestral

A França tem bons motivos para ficar furiosa e indignada com a propaganda que flagra o Asterix numa loja do McDonald"s. De gaulês baixinho em local impróprio, francamente, já basta o Sarkozy no Champs-Elysées.S

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.