Vítima de emboscada, soldado da PM é morto na zona leste da capital paulista

Policial foi atraído até o portão da casa após um veículo atingir a garagem do imóvel

estadão.com.br,

13 de junho de 2012 | 05h40

SÃO PAULO - O soldado Valdir Inocêncio dos Santos, de 39 anos, foi morto, com cerca de 20 tiros, de pistola calibre 380, e revólver, no início da madrugada desta quarta-feira, 13, após ter o portão da casa, localizada na Rua Camargo e Leme, em Guaianazes, zona leste da capital paulista, atingida por uma picape Saveiro.

 

A vítima, que era lotada na 1ª Companhia do 48º Batalhão, cuja sede fica no Jardim Robru, também na zona leste, estava dormindo e, ao ouvir o barulho, foi até o quintal. Acompanhado do filho, o policial ainda tentou atrair a atenção de um desconhecido que já havia deixado a Saveiro e caminhava.

 

Ao dar as costas para a rua, o policial foi surpreendido, segundo o filho, por pelo menos seis homens armados, alguns deles encapuzados, que abriram fogo contra Valdir. O policial ainda foi levado para o Hospital Geral de Guaianazes, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

O filho da vítima, em depoimento, segundo a polícia, afirmou que conseguiu reconhecer um dos atiradores, um usuário de drogas conhecido como "Ziza", morador da região. Não se sabe ainda o que motivou o crime, registrado no 53º Distrito Policial, do Parque do Carmo, pelo delegado Roberto Salomão Júnior, e que será investigado pelo DHPP.

Tudo o que sabemos sobre:
Homicídioemboscadacriminalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.