Virada leva mil atrações para 30 cidades paulistas

Entre os dias 22 e 23 de maio, moradores de 29 cidades do interior e litoral, e uma da Grande São Paulo, poderão ver mais de 1.077 apresentações gratuitas

José Maria Tomazela, de O Estado de S. Paulo

20 de maio de 2010 | 18h31

Cantora americana Cat Power se apresenta em Jundiaí e São José dos Campos durante Virada Paulista

 

SOROCABA - Depois da capital, chega a vez do interior receber as atrações da edição 2010 da Virada Cultural Paulista. Entre os dias 22 e 23 de maio, moradores de 29 cidades do interior e litoral, e uma da Grande São Paulo, verão em seus palcos destaques internacionais como a banda Mudhoney, precursora do movimento grunge nos Estados Unidos, e a roqueira americana Cat Power, além da 'prata da casa'. Na quarta edição do evento promovido pela Secretaria da Cultura do Estado estão previstas 1.077 apresentações gratuitas - um investimento de R$ 6,5 milhões. No ano passado, foram 563 atividades em 20 cidades.

 

Veja também:

lista Programação completa no site oficial

 

As prefeituras entram com os espaços e a estrutura para transporte, além de providenciar a segurança, com apoio da Polícia Militar. A Virada acontece em Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Caraguatatuba, Franca, Indaiatuba, Jundiaí, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara d'Oeste, São Bernardo do Campo, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba. Na Baixada Santista, participam Santos, Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande e São Vicente, além de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

 

A expectativa é de que 1,5 milhão de pessoas se mobilize para ir aos shows. A Secretaria espera levar o público paulistano para as cidades mais próximas da capital, como São Bernardo, Santos, Jundiaí, Mogi das Cruzes e Sorocaba. "O paulistano que tem o hábito de viajar no final de semana, passa a ter um motivo a mais", disse o assessor Ciro Bonilha, lembrando que a programação deste ano é "muito forte". A estudante de jornalismo Larissa Rosa que mora em São Paulo e tem família em Sorocaba, viaja para aproveitar a programação. "Queria ver o show dos Titãs, mas não sei se vai dar tempo."

 

DJs, exibição de filmes, intervenções urbanas, ópera, espetáculos de teatro, dança e circo fazem parte da programação. Também estão programados espetáculos de dança, intervenções urbanas, stand up comedy, circo, cinema e música erudita, além de exposições de arte, grafitagem e arte de rua, oficinas culturais, feiras de artesanato e outras manifestações. O Sesc São Paulo abre suas 11 unidades no interior para o evento. Uma parceria com o Festival do Minuto vai oferecer premiação especial para vídeos produzidos durante a Virada. Os 53 melhores filmes produzidos para o festival serão apresentados em nove cidades.

 

A cantora e compositora norte-americana Cat Power (Jundiaí e São José dos Campos); o franco-espanhol Manu Chao (Araraquara e Santos); o músico francês Yann Tiersen (Piracicaba e São João da Boa Vista) e a banda Mudhoney (Mogi das Cruzes e São José do Rio Preto) estão entre os destaques internacionais. Indaiatuba terá Bebel Gilberto, filha de João Gilberto e Miúcha, sucesso nos Estados Unidos e Europa. Entre os shows, vale conferir Rádio Taxi (Assis); Blitz (São João da Boa Vista); Plebe Rude (Caraguatatuba); Cachorro Grande (Marília); Sepultura (Caraguatatuba); Ultraje a Rigor (Bauru) e Titãs (Sorocaba).

 

Velhos conhecidos, como Almir Sater (Mogi das Cruzes), Leci Brandão (Franca ); Dona Ivone Lara (Presidente Prudente), Jorge Aragão (São José dos Campos); Toquinho (Assis) e Zeca Baleiro (Jundiaí) reencontram o público do interior. Peças como O Homem Inesperado, com Nicette Bruno e Paulo Goulart; La Putanesca, com Ângela Dip e Calendário de Pedra, com Denise Stoklos, movimentam os teatros do interior. Outras atrações: Deu no que Deu, com a drag queen humorista Nany People (Araraquara); Clube do Improviso (Caraguatatuba); Tirando do Sério, com Marcela Leal (São Carlos); São Paulo Companhia de Dança (Jundiaí); Ballet Stagium (Piracicaba e Santos); e Cia Quasar, com o espetáculo Céu na Boca (Marília). A Virada começa às 18 horas de sábado e segue de forma ininterrupta até as 18 hs de domingo.

 

A programação completa está em www.viradaculturalpaulista.sp.gov.br

 

NÚMEROS

 

Inspirada na Virada Cultural da capital, a Paulista foi lançada em 2007 em 10 cidades, que receberam 381 atrações. Em 2008, mais de 740 mil pessoas foram a 476 espetáculos em 19 municípios. No ano passado, o público nas 560 atrações em 20 cidades ultrapassou a marca de um milhão de pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.