TABA BENEDICTO / ESTADÃO
TABA BENEDICTO / ESTADÃO

Virada Cultural tem manhã tranquila com apresentação de Pequeno Cidadão e Doutores da Alegria

Algumas famílias relataram que não haviam ficado sabendo de tumultos e arrastões na noite de sábado, 28, no Anhangabaú

Renata Mesquita, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2022 | 12h56

Após uma noite marcada por arrastões e tumultos - o cantor Kevinho teve de encerrar seu show mais cedo devido às brigas na platéia, por volta das 23h30 -, o palco principal da Virada Cultural na região central de São Paulo recebeu na manhã deste domingo (29) o grupo Pequeno Cidadão e os Doutores da Alegria.

O grupo de rock para crianças formado por Edgar Scandurra (Ira!), Taciana Barros (Gang 90 & Absurdettes), Antonio Pinto e seus filhos apresentou uma compilação dos três álbuns do grupo, com músicas animadas e dançantes que abordam o universo infantil e também as suas primeiras questões – entre alegrias, dúvidas, bichos, desafios, tristezas, amor e esportes.

O show contou com a participação dos Doutores da Alegria, que fizeram brincadeiras com a plateia e palhaçadas ao longo da apresentação. 

Sob sol forte da manhã deste domingo, o show começou por volta das 10h30, crianças e adultos pularam ao som da trupe. A plateia, no início bem esvaziada, foi tomando corpo ao longo da apresentação, mas ainda muito tranquila e pacífica. O ambiente, no entanto, nunca chegou a ficar cheio. O clima era de calmaria, bem diferente da noite anterior no mesmo local.

A banda já tem seus próprios fãs. As amigas Irene e Maju, de 5 anos, arrastaram a família todas para assistir à apresentação. “Sabemos todas as músicas de cor”, contou Irene, ansiosa para o início do show. Aparentemente, as expectativas foram atendidas, pois as duas pularam o tempo inteiro.

Questionada pelo Estadão sobre as condições de segurança, a família disse que não sabia da dimensão dos fatos ocorridos na noite de sábado e veio sem medo para a Virada Cultural.

Já Fernando Chamis, de 42 anos, foi quem trouxe o filho Pedro, de 3, para aproveitar o domingo no Vale do Anhangabaú. A ideia era continuar no centro até o show da Orquestra Imperial, no mesmo palco, programado para começar às 12h30.

Às 15 horas, será a vez da cantora pop Luisa Sonza subir no palco e, na sequência, o aguardado show do Planet Hemp, às 17h30, que encerra a programação do palco da região central. 

Tudo o que sabemos sobre:
Virada CulturalSão Paulo [cidade SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.