Viracopos tem quatro voos cancelados

Em Cogonhas e Cumbica situação é de normalidade; interdição da pista em Campinas prejudicou 40 mil passageiros em três dias

Pedro da Rocha, do O Estado de S. Paulo,

16 Outubro 2012 | 09h31

SÃO PAULO - Depois de uma pane em um avião cargueiro, ocorrida na noite de sábado, 13, interditar o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, e uma falha no sistema de check-in da TAM prejudicar passageiros da companhia em todo o mundo, quatro voos que partiriam de Viracopos foram cancelados neste terça-feira, 16. Essas viagens correspondem a 10,8% das 37 programadas para acontecerem até as 9h de hoje.

 

Nos aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Cumbica, em Guarulhos, a situação é de normalidade. No primeiro, dos 50 voos programados, apenas um foi cancelado e nenhum sofreu atraso. No segundo, duas viagens não mais ocorrerão e cinco não partiram no horário. Dos voos da TAM em todo o Brasil, 18 sofreram atraso e dois foram cancelados. Pela Azul, companhia mais atingida pela interdição de Viracopos, este número é de, respectivamente, três e 13 em todo o país.

 

Acidente. às 18h10 desta segunda-feira, 15, saiu o primeiro voo de passageiros de Viracopos após o avião ser retirado da pista. Ao todo, 40 mil pessoas foram prejudicadas pelo imprevisto. A companhia Azul, a mais atingida, não tem previsão de quantos dias levará para colocar em dia os voos cancelados. "Vamos operar todas as viagens regulares e o máximo de extras", garantiu o diretor de Comunicação e Marca, Gianfranco Panda Beting.

 

O Procon municipal de Campinas notificou as empresas Azul, TAM e Gol, que terão prazo de dez dias para informar como foi feito o atendimento aos passageiros prejudicados. Durante fiscalização em Viracopos, a Trip foi autuada - por fornecer informações incompletas sobre o atendimento aos passageiros de voos cancelados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.