Viracopos: Anac multa empresa em R$ 2,8 mi

O governo vai processar a companhia americana Centurion pelos danos causados pela aeronave cargueira que interrompeu os voos do aeroporto de Viracopos, em Campinas, por quase dois dias, segundo informou ontem o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt. Em conjunto com a Advocacia-Geral da União (AGU), a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) vai cobrar uma indenização pelos prejuízos materiais causados pelo fechamento do aeroporto, estimados em R$ 3 milhões. Os valores podem aumentar, uma vez que não foram calculados os danos morais.

ANNE WARTH / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2012 | 03h04

Além da indenização cobrada pela Infraero, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu aplicar multa de R$ 2,8 milhões à empresa pela demora no procedimento de retirada da aeronave da pista e pelos prejuízos causados aos passageiros. O aeroporto ficou fechado das 19h55 de sábado até as 17h35 de segunda-feira. No período, 235 partidas e 260 chegadas foram canceladas. "Houve um atraso considerável, muito maior do que o necessário", afirmou o ministro.

Bittencourt disse ainda que o governo decidiu reavaliar procedimentos normais e operacionais do setor após o episódio, para traçar planos de contingência futuros. "O governo trabalha sempre pela qualidade do serviço prestado ao cidadão e pela segurança operacional."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.