Vila Mariana: falta de verba ameaça túnel

Obra que desafogaria trânsito no eixo Vergueiro-Paulista e criaria rota ao litoral já está licitada, mas Kassab não garante dinheiro

Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2010 | 00h00

A passagem subterrânea exigirá 18 meses de intervenções

 

  A gestão Gilberto Kassab (DEM) vai concluir na próxima semana a licitação de dois túneis para desafogar o trânsito da Vila Mariana, na zona sul, e facilitar o acesso às rodovias para o litoral sul paulista. O consórcio vencedor, porém, não terá data para iniciar as obras. Segundo o governo, a execução do projeto, previsto no Plano de Metas 2009-2012, depende da "disponibilidade financeira em caixa".

A construção de uma passagem subterrânea sob a Rua Domingos de Morais, entre a Rua Sena Madureira e a Avenida Ricardo Jafet, vai criar uma rota alternativa à Avenida dos Bandeirantes. As seis principais empreiteiras do País disputam o contrato - OAS, Andrade Gutierrez, Odebrecht, Serveng, Queiroz Galvão e Mendes Júnior.

Um dos objetivos dos túneis também será a ligação entre o sistema viário formado pelas Avenidas Rubem Berta, Ibirapuera, Santo Amaro, Juscelino Kubitschek e Brasil com o formado pelas Avenidas Ricardo Jafet, Dom Pedro e do Estado. Segundo o estudo e relatório de impacto ambiental (Eia-Rima), feito pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente, não deverá haver desapropriações.

O eixo Avenida Paulista-Rua Vergueiro, sempre congestionado nos horários de pico, terá melhora de 22% na fluidez com o túnel sob a Domingos de Morais, conforme o Eia-Rima. No fim da tarde, motoristas relatam levar 20 minutos para atravessar só o semáforo do cruzamento da Domingos de Morais com a Sena Madureira. "Já fiquei meia hora sem andar um metro", diz o dentista Rodrigo do Carmo.

Com duas pistas de rolamento, o túnel no sentido Ipiranga da Domingos terá 400 metros. Já a estrutura subterrânea no sentido Jabaquara ficará com 590 metros, também com duas pistas. Pelos dois túneis deverão passar 6 mil carros por hora. Estudos geológicos apontaram que existe condição favorável para escavações no local. O prefeito Gilberto Kassab afirmou ontem que a licitação serve como um "estoque" de projetos do Município. "Não existe da nossa parte ainda, infelizmente por falta de recursos, uma definição de "vamos fazer essa obra"."

Gargalos. Kassab pretende realizar intervenções em outros três pontos críticos: Rebouças com a Dr. Arnaldo (Consolação), Morumbi com Oscar Americano (Morumbi) e 9 de Julho com São Gabriel (Jardim Paulista). A intervenção que vai causar mais mudanças no trânsito e demorar mais tempo (18 meses) será a da Domingos de Morais. Apesar de não garantir o início das obras no segundo semestre, a gestão garante que até o fim do governo o Complexo Viário Sena Madureira vai estar pronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.