Vigia ferido em assalto à joalheria do Plaza Sul

Crime aconteceu quando shopping estava lotado por causa do Natal; PM diz que um dos ladrões foi baleado na fuga, mas escapou de ônibus

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2010 | 00h00

Pelo menos quatro homens armados assaltaram ontem, às 19h15, a joalheria Casa Tokyo do Shopping Plaza Sul, zona sul de São Paulo, e levaram peças da vitrine. Um segurança foi baleado no ombro, já do lado de fora. O local estava lotado por causa das compras de Natal. Houve tumulto. Um ladrão também foi atingido.

O vigia foi levado para o Hospital Artur Ribeiro Saboya, mas até as 23h50 não havia informação sobre o estado de saúde dele. Os bandidos fugiram em um Corsa e uma Fiorino. Segundo a Polícia Militar, uma viatura do policiamento de trânsito cruzou com o Corsa e houve troca de tiros. Um bandido foi baleado, mas conseguiu fugir ao tomar um ônibus.

A loja fica na entrada principal do shopping. "(Uma mulher) viu os caras lá dentro, armados, e saiu correndo. Avisou a gente e o pessoal começou a fechar as portas", relatou um lojista. "Deu para ver dois caras fugindo pela porta da frente e outro indo em direção à fila do Papai Noel", disse.

A Casa Tokyo voltou a funcionar cerca de meia hora depois. Foi o segundo assalto à joalheria no Plaza Sul em um mês e meio. A Vivara foi o alvo anterior. Em nota, o shopping disse estar à disposição das autoridades.

CRONOLOGIA

Principais roubos do ano

12 de janeiro

Shopping Higienópolis Montblanc é assaltada

24 de abril

Pátio Paulista

Ladrões roubam The Graces

16 de maio

Cidade Jardim

Roubo à Tiffany & Co.

7 de junho

Cidade Jardim

Ladrões levam R$ 1,5 milhão em relógios da Rolex

3 de julho

Shopping Ibirapuera

S. Rolim é o alvo

8 de agosto

Santana Parque

Casa das Alianças e

JK Alianças. Um vigia morreu

6 de outubro

MorumbiShopping

Roubo à Montblanc

28 de outubro

Campo Limpo

30 funcionários rendidos

10 de novembro

Shopping Pirituba

Joalheria Anie e Nutti

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.