Vigas caem em obra rodoviária em Cubatão

Incidente ocorreu em canteiro da Rodovia Cônego Domênico Rangoni no novo anel viário da cidade; ninguém se feriu

Zuleide de Barros - ESPECIAL PARA O ESTADO

10 Julho 2014 | 12h44

Atualizado às 14h45

CUBATÃO - Uma viga usada na construção de um viaduto de interligação entre as Rodovias Anchieta, Cônego Domênico Rangoni e Padre Manoel da Nóbrega, em Cubatão, na Baixada Santista, caiu por volta das 10h desta quinta-feira, 10, atingindo outras duas peças já levantadas, que foram derrubadas. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, nenhum trabalhador ficou ferido. O trânsito também não foi prejudicado.

A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, a queda ocorreu quando um guindaste tentava instalar uma viga, de aproximadamente 100 toneladas. A bandeja de concreto, que segurava as vigas, acabou rachando.

A Defesa Civil do município está no local, a fim de apurar as causas do acidente. Segundo a Ecovias, nenhum veículo passava pela região no momento da queda.

De acordo com o engenheiro Rui Klein, "a causa final" ainda será estabelecida na investigação. "É ao lado da rodovia existente. Não tem nenhum impacto no tráfego e nenhum outro tipo de interferência. É até um pouco afastado da Rodovia Anchieta", disse ele à Rádio Estadão.

Também à rádio, o secretário de Segurança de Cubatão, Armando Campinas Reis Júnior, informou que cada viga tem cerca 40 toneladas. "Felizmente, não ocorreu nenhuma vítima entre os 12 trabalhadores."

Ouça a entrevista do engenheiro da Ecovias Rui Klein à Rádio Estadão

De acordo com a Ecovias, as vigas estavam sendo usadas para a construção de um viaduto do novo anel viário da cidade, composto por outros seis viadutos. O complexo tem o objetivo de disciplinar o trânsito naquela região, facilitando o acesso de caminhões para o Porto de Santos e o Polo Industrial de Cubatão, além de proporcionar mais rapidez no tráfego de turistas para o litoral.

As causas do incidente estão sendo investigadas. Segundo a Ecovias, a queda "não impactará no prazo de entrega das obras de ampliação da Cônego Domênico Rangoni e implantação no novo anel viário de Cubatão". A obra deve ser entregue em 30 de setembro.

De acordo com o Consórcio Serra do Mar, contratado pela Ecovias, 60% das obras já estavam prontas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.