Ricardo Teles/Estadão
Ricardo Teles/Estadão

Vidente Mãe Dináh morre em São Paulo aos 83 anos

A paulistana ficou conhecida após supostamente ter previsto o acidente que matou os Mamonas Assassinas, em 1996.

03 Maio 2014 | 13h45

(Atualizado às 17h16) 

SÃO PAULO - Foi enterrado às 15h deste sábado, 3, o corpo de Benedicta Finazza, a Mãe Dináh, que morreu nesta madrugada em São Paulo, aos 83 anos. A cerimônia de sepultamento ocorreu no Cemitério da Paz, na zona sul da capital paulista. Ele teve falência multipla de órgãos depois de ficar três dias internada.

Alegando ter poderes sensitivos desde os 3 anos, já na adolescência a paulistana Mãe Dináh atendia vizinhos. Figura frequente de programas de TV, ela ficou conhecida em todo o País após supostamente ter previsto o acidente aéreo que matou os Mamonas Assassinas, em 1996.

Mãe Dináh estava internada no Hospital da Luz, na Vila Mariana, também na zona sul, onde enfrentava uma doença neuromuscular chamada miastenia grave. Segundo nota do hospital, a doença a obrigava a usar medicações imunossupressoras, que diminuem a imunidade e fragilizam o organismo. "Em função desse quadro de saúde delicado, desenvolveu problemas no trato urinário e gastrointestinal e, apesar de todos os esforços médicos empreendidos, o quadro evoluiu para falência múltipla dos órgãos", diz a nota.

 

Mais conteúdo sobre:
Mãe Dinah

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.