Vice-presidente não cita nomes de funcionários

O Estado de S.Paulo

10 Abril 2012 | 03h00

O vice-presidente do parque Hopi Hari, Claudio Guimarães, prestou ontem o último dos 15 depoimentos dados à Polícia Civil e ao Ministério Público na apuração da morte de Gabriella Nichimura, de 14 anos, após queda do brinquedo La Tour Eiffel, no dia 24 de fevereiro. Segundo o promotor Rogério Sanches, o vice-presidente não negou falha humana, mas não apontou funcionários supostamente envolvidos. Sanches informou que deverá indiciar mais de uma pessoa por homicídio culposo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.