Vice-prefeito de Embu-Guaçu não exerce nenhuma função, diz prefeitura

Fernando Branco Sapede se envolveu em dois atropelamentos, um em 2010 e outro nesta terça-feira

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

14 de abril de 2011 | 14h58

SÃO PAULO - O vice-prefeito de Embu-Guaçu, Fernando Branco Sapede, não participa da administração do município desde que foi afastado do cargo de Secretário da Saúde, em 2010. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 14, em nota oficial da prefeitura da cidade.

 

Na noite desta terça-feira, 12, Sapede foi preso após atropelar um homem de cerca de 50 anos na Estrada Municipal Antonio Gerrassi, no bairro Santa Fé. O teste do bafômetro indicou que ele tinha 1,6 miligramas de álcool por litro de ar expelido, teor cinco vezes maior que o permitido por lei.

 

Segundo o texto, Sapede foi exonerado em 2010 após se envolver em outros episódio de atropelamento. Em março daquele ano, o então Secretário de Saúde atropelou um menino de 13 anos que andava de bicicleta na porta de casa, no quilômetro 42,5 da Rodovia SP-216, também em Embu-Guaçu.

 

Na nota, a prefeitura do município alegou que o cargo de vice-prefeito foi concedido através do voto, portanto, só quem pode questionar a conduta do vice-prefeito é a Câmara de Vereadores e, se acionado, o Ministério Público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.