Viatura e prédios da polícia são alvo de vandalismo na Virada Cultural

Em outra ocorrência, uma viatura da Polícia Militar se envolveu em um acidente com uma motocicleta na região

O Estado de S.Paulo

20 Maio 2018 | 13h10

SÃO PAULO - Uma viatura e dois prédios da Polícia Civil foram alvo de vandalismo na madrugada deste domingo, 20, em três locais do centro de São Paulo, durante a Virada Cultural. Duas pessoas foram presas. Em outra ocorrência, uma viatura da Polícia Militar se envolveu em um acidente com uma motocicleta na região.

Por volta da 1h20, uma viatura do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), que estava estacionada na esquina da Avenida São João com a Rua General Osório, foi alvo de pichação e teve o para-brisa e o giroflex quebrados por vândalos. 

Imagens da viatura depredada circularam por redes sociais. Quando os policiais chegaram ao local, os autores já tinha fugido e ninguém foi preso, segundo informou a PM. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o caso deve ser investigado no 2.º Distrito Policial (Bom Retiro).

Duas pessoas foram detidas por agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, suspeitas de praticar atos de vandalismos em prédios da corporação.

Na madruga, a sede do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), na Avenida Cásper Líbero, foi pichada. Um vidro da porta do Palácio da Polícia Civil, na Rua Brigadeiro Tobias, também amanheceu quebrado.

Acidente.

Por volta das 4h30, uma viatura da PM colidiu em um moto na Rua Caio Prado, no cruzamento com a Rua da Consolação. Antes da batida, os agentes estavam indo atender uma ocorrência de acidente de trânsito.

Dois passageiros da moto ficaram feridos. Um deles foi socorrido à Santa Casa de Misericórdia, no centro. O outro preciso ser levado para o Hospital das Clínicas, na zona oeste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.