Viagens na área metropolitana de SP crescem 20% em dez anos

Pesquisa Origem e Destino mostra que aumento ficou acima do crescimento populacional entre 1997 e 2007

Wladimir D´Andrade, Agência Estado

05 de setembro de 2008 | 20h38

O total de viagens na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) cresceu perto dos 20% em dez anos. Em números absolutos, significa dizer que as locomoções passaram de 31,4 milhões, em 1997, para 37,6 milhões no ano passado, segundo a Pesquisa Origem e Destino (Pesquisa O/D) realizada pelo Metrô e pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. O aumento ficou acima da variação do número de habitantes da região, que foi de cerca de 14,8% - passou de 16,8 milhões de pessoas em 1997 para 19,3 milhões no ano passado, segundo o levantamento Veja também:Uso de transporte público cresce na região metropolitana de SPCom alternativa de transporte, projetos incentivam a caronaViagens de bicicleta em São Paulo dobram em dez anosPolítica de transporte de São Paulo ignora bicicletas como meio Um dos fatores para o aumento, segundo a Pesquisa O/D, foi o crescimento da população economicamente ativa na RMSP, o que aumenta a demanda por transporte, tanto público - metrô, trem, ônibus e lotações - quanto individual - carro, motos e táxis. Há dez anos essa faixa representava 41% dos habitantes. No ano passado o índice chegou a 46%. O secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, afirmou que o problema do transporte urbano é "vital" para evitar um colapso na economia das cidades da região. "Se o transporte já era muito importante, agora passa a ser vital." Do total de viagens na RMSP, 13,8 milhões, ou 55% do total, foram feitas por transporte coletivo, o que representa uma evolução no uso do transporte coletivo em relação ao individual como não se registrava desde o início da pesquisa, em 1967. Desde o primeiro levantamento, o transporte coletivo apresentava índices cada vez menores nas evoluções das viagens em relação ao transporte individual: 68,1% em 1967, 61% em 1977, 56% em 1987, 51,2% em 1997 e 47,7% em 2002. De acordo com a secretaria, o aumento no uso do transporte coletivo é atribuído aos investimentos no setor, principalmente no transporte sobre trilhos. Segundo o Metrô, nos últimos dez anos aumentou a oferta de viagens, com a diminuição do intervalo entre as composições, o número de estações e de abrangência das linhas. A pé As viagens feitas a pé diminuíram de 34,4% do total de viagens em 1997 para 32,9% no ano passado. Em termos absolutos, os dados representam cerca de 1,5 milhão de viagens a pé a mais em dez anos - de 10,8 milhões em 1997 para 12,3 milhões em 2007. As locomoções de bicicleta representaram 0,78% no ano passado, ou 300 mil viagens. Em relação ao tipo de veículo utilizado nas locomoções motorizadas, que representam 66,1% de todas as viagens na RMSP, a pesquisa mostra que 60% foram feitas por automóveis, motocicletas e táxis, 34% por caminhões e 6% por ônibus e vans.

Tudo o que sabemos sobre:
transporte coletivoMetrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.