Viaduto do Chá faz 120 anos

A convite do 'Estado', artistas e escritores homenageiam um dos símbolos de SP

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h06

Marco do centro paulistano, o Viaduto do Chá acaba de completar 120 anos - ele foi inaugurado em 6 de novembro de 1892 e entrou para a história como o primeiro viaduto de São Paulo.

Concebida pelo litógrafo francês Jules Martin (1832-1906), a estrutura original era muito diferente da atual. "Não passava de uma treliça de ferro, extremamente simples", conta o arquiteto e historiador Benedito Lima de Toledo, que detalha essa história no livro Anhangabahú, de 1989. "Logo nos primeiros anos, a Prefeitura resolveu pedagiar o viaduto. Mas isso não durou muito tempo."

Nos anos 1930, o viaduto antigo já estava obsoleto e saturado pelo trânsito. Em 1934, foi aberto um concurso público para escolher um novo projeto. Ganhou a proposta, em estilo art-déco, do arquiteto Elisiário Bahiana (1891-1980). "Sem dúvida, um superprojeto", avalia Toledo, que conviveu com Bahiana quando ele dava aulas no Mackenzie.

Para comemorar os 120 anos do mais simbólico viaduto da cidade, o Estado convidou artistas plásticos, poetas e escritores para homenageá-lo. Os resultados estão nesta página.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.