Rafael Arbex / ESTADAO
Rafael Arbex / ESTADAO

Vereador protocola pedido de CPI das Lotações em São Paulo

Dos 55 vereadores, 20 assinaram o pedido de CPI, que agora entra na fila de comissões já protocoladas desde o início da Legislatura, em 2013

FABIO LEITE, O Estado de S. Paulo

28 Maio 2015 | 21h26

O vereador Gilberto Natalini (PV) protocolou nesta quinta-feira, 28, na Câmara Municipal um pedido de CPI para investigar supostas fraudes nos contratos da São Paulo Transportes (SPTrans), empresa da Prefeitura, com companhias de lotação na capital paulista.

Dos 55 vereadores, 20 assinaram o pedido de CPI, que agora entra na fila de comissões já protocoladas desde o início da Legislatura, em 2013. Para ser instalada antes das demais, a CPI precisa ser aprovada por maioria no plenário da Casa.

Conforme o Estado revelou neste mês, as cooperativas de perueiros foram substituídas por empresas suspeitas de ligação com o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que age dentro e fora dos presídios. Investigação do Ministério Público Estadual foi paralisada após o assassinato de uma testemunha do esquema e o espancamento de outra.


Mais conteúdo sobre:
São PauloCPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.