Vereador é reeleito presidente da Câmara de SP pela 4ª vez

Esta é a primeira vez que a Casa tem o mesmo parlamentar reeleito para o quarto mandato seguido

Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2009 | 12h50

Com o apoio de 53 dos 55 vereadores, Antonio Carlos Rodrigues (PR), de 59 anos, foi reeleito para um inédito quarto mandato na presidência da Câmara Municipal. O publicitário Dalton Silvano (PSDB) também se manteve na vice-presidência na votação realizada na manhã desta terça-feira, 15, para definir a Mesa Diretora da Casa.

 

Em seu discurso após a apuração dos resultados, Rodrigues disse não pensar "em recordes", referindo-se ao quarto mandato, com duração de um ano. "Penso em continuar trabalhando para a Câmara e marcar este Legislativo como o maior da América Latina."

 

O presidente reeleito da Câmara é alvo de processos judiciais nos quais é acusado de ter cometido improbidade administrativa quando era presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), em 1992. Rodrigues também recebeu, nas últimas eleições, segundo o Ministério Público Eleitoral, doação ilegal de R$ 240 mil da Associação Imobiliária Brasileira (AIB), entidade que atuaria como fachada da defesa dos interesses do mercado imobiliário.

 

Na mais recente denúncia, divulgada na semana passada, ele é suspeito, segundo a Polícia Federal (PF), de ter recebido propina para aprovar a liberação de uma obra junto ao Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura. Rodrigues nega todas as acusações.

 

Celso Jatene (PTB) ficou como 2º vice-presidente; Chico Macena (PT) foi escolhido como 1º secretário e Milton Leite (DEM), 2º secretário. Os vereadores Francisco Chagas (PT) e Claudinho (PSDB) foram escolhidos como 1º e 2º suplentes, respectivamente. O vereador Wadih Mutran (PP) foi escolhido corregedor.

 

(Com Agência Estado)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.