Ver por uma hora e escrever depois

No ar desde março, o blog Fazendo Hora em SP extrai beleza das pequenas coisas do dia a dia da cidade. Produzidas por seis jovens jornalistas, as pequenas crônicas mostram como é viver em São Paulo: seja num trajeto de metrô, seja ouvindo de passagem um pregador na Praça da Sé, seja encarando a magnitude do prédio do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Há apenas uma regra: os textos têm de ser escritos depois de 60 minutos de observação.

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2012 | 03h03

"A ideia surgiu quando eu estava no metrô. Ao olhar para as pessoas em minha volta, pensei na enorme quantidade de histórias que aquilo renderia", comenta Marcelo Gripa, paulistano de Perdizes, 25 anos, criador do blog. "Imediatamente, saquei um bloco de notas e rascunhei dentro do vagão uma breve descrição do que via. Gostei da brincadeira, tomei coragem e levei adiante. Só precisei delimitar meu tempo em uma hora."

O subtítulo do blog resume bem a proposta: "Porque a cidade é mais do que trânsito e concreto". "Queremos revelar a importância das pequenas coisas", acrescenta Gripa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.