Ventos paralisam balsa em Ilhabela

Com rajadas de 75 km/h, cidade ficou isolada

REGINALDO PUPO, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2012 | 03h03

Rajadas de vento de até 75 km/h e intensas chuvas interromperam a travessia de balsas entre São Sebastião e Ilhabela das 3h30 às 15h de ontem, deixando os moradores de Ilhabela isolados.

Dois ônibus serviram de abrigo provisório aos pedestres que aguardavam o embarque, já que o terminal estava lotado. "Tinha uma consulta médica em São Paulo que havia sido marcada há dois meses, mas não vou poder ir", lamentou por telefone a dona de casa Priscila Alves de Santana, aguardou na fila por duas horas com seu carro. A Dersa chegou a realizar viagens-teste com balsas por volta das 10h, mas a operação foi abortada, já que os ventos não pararam.

Do outro lado do canal, em São Sebastião e Caraguatatuba, o vento arrancou galhos e árvores. A Sabesp teve de interromper o fornecimento de água em alguns bairros para limpar os encanamentos, entupidos com plantas e lixo jogado pelo vendaval.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.