Jackson de Paula /Jornal Vicentino
Jackson de Paula /Jornal Vicentino

Ventos arrastam barcos de Praia Grande a São Vicente

Em Santos, árvores foram derrubadas e 11 mil casas ficaram sem luz

Zuleide de Barros, Especial para o Estado

06 Maio 2013 | 15h36

SANTOS - As fortes rajadas de vento que atingiram a Baixada Santista na madrugada desta segunda-feira, 6, deixaram um rastro de prejuízos e danos para toda a região. Dois barcos de pesca que estavam atracados em uma marina do município de Praia Grande foram arrastados até a Praia do Gonzaguinha, em São Vicente. As duas embarcações amanheceram presas às pedras do monumento da fundação do município, próximo à Biquinha. De acordo com o proprietário dos barcos, José Resende, somente quando a maré baixar é que ele vai tentar retirar as embarcações. Com uma série de avarias, ele calcula que o prejuízo ultrapasse os R$ 20 mil e que deverá ficar sem trabalhar pelo menos pelos próximos três meses, até recuperar totalmente os barcos.

Os ventos da madrugada também derrubaram muitas árvores, fiação elétrica e placas, deixando 11 mil residências de Santos sem eletricidade. Somente nas primeiras horas da manhã, a concessionária de energia elétrica pôde concluir os reparos, restituindo a iluminação nas residências. A Secretaria de Serviços Públicos de Santos também teve muito trabalho para remover as árvores que caíram em várias regiões da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.