Vento e chuva causam falta de energia, quedas de árvore e problemas em semáforos na capital paulista

CET registrou 88 cruzamentos com semáforos problemáticos e 55 ocorrências de árvores caídas

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

08 de junho de 2011 | 04h24

SÃO PAULO - Vento e chuva causaram problemas em importantes ruas e avenidas da capital paulista desde o final da manhã de terça-feira, 7. Entre as 11h30 de terça-feira e as 3h30 desta quarta-feira, 8, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 88 cruzamentos, vários deles com semáforos, sem energia na capital paulista.

 

Somente a partir da 0h, equipes de campo da CET verificaram 20 pontos sem energia, a maior parte na zona sul, em vias como: avenida do Cursino, avenida Indianópolis, avenida Atlântica, avenida Ibirapuera, avenida Vereador José Diniz e Estrada de Itapecerica.

 

Já em relação a queda de árvores, foram 55 ocorrências entre as 13h45 de terça-feira, 7, e a 1h15 desta quarta-feira, 8. Deste montante, 43 queda foram registradas a partir das 18 horas de ontem. Entre as importantes onde ocorreram quedas de árvore estão as avenidas Vereador Abel Ferreira (zona leste), Elísio Teixeira Leite (zona norte), Celso Garcia (zona leste), Engenheiro Heitor Antonio Eiras Garcia (zona oeste) e Santo Amaro (zona sul).

 

Entre semáforos apagados e os que estão no

amarelo piscante, a CET foi informada sobre pelo menos 40 casos. Não necessariamente o desligamento dos semáforos se deve por falta de energia, mas por outras causas, como infiltração de água nas caixas semafóricas, variação brusca de voltagem na rede de eletricidade e descargas elétricas.

 

Algumas vias importantes onde os semáforos estão no amarelo piscante: avenidas Miguel Stéfano (zona sul), Vereador Abel Ferreira (zona leste), Giovanni Gronchi (zona sul), Pires do Rio (zona leste), Cruzeiro do Sul (zona norte), João Dias (zona sul), Interlagos (zona sul), Domingos de Morais (zona sul), e rua Voluntários da Pátria (zona norte).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.