Vendedor é suspeito de matar filhos em hotel no interior de SP

Pai teria cometido suicídio após o crime, em Jaú; foram encontrados um punhal e cartelas de medicamentos

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

25 Janeiro 2010 | 09h48

Um vendedor de 34 anos é suspeito de matar os dois filhos, Nathan Gabriel Barreto, de 9 anos, e Ana Beatriz Barreto, de 5, dentro de um quarto de hotel na Avenida Ana Claudina, no município de Jaú, interior de São Paulo, na noite de sábado, 23.

 

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado, depois de matar os filhos com um punhal, o pai cometeu suicídio. Policiais militares foram chamados ao hotel e encontraram os corpos com ferimentos. O delegado foi até o local e encontrou, além de um punhal com bainha, documentos e cartelas de medicamentos, sendo que algumas delas estavam vazias.

 

Segundo a ex-mulher do vendedor, o casal estava separado havia um ano e o pai podia ficar com as crianças aos fins de semana. Na última quarta-feira, 20, quando o pai voltou de viagem, pediu para ficar com os filhos em um hotel de Jaú e a mãe concordou.

 

No início da noite de sábado, a ex-mulher estava na casa dos pais, em Bocaina, também no interior, quando um mototaxista a procurou para entregar uma carta escrita pelo ex-marido. Ela leu apenas a última folha, em que ele informava que havia feito um depósito na conta dela para pagar as despesas do velório.

 

A mãe das crianças ligou para o hotel e foi aconselhada a seguir para o plantão da Delegacia Seccional de Jaú, onde ficou sabendo do crime. O delegado pediu perícia para o local e exame necroscópico para os corpos. A polícia investiga, agora, os motivos que levaram o vendedor a cometer os crimes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.