Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Venda de quarteirão no Itaim continua proibida

O desembargador Luiz Sérgio Fernandes de Souza, da 7.ª Câmara de Direito Público, negou ontem a suspensão da liminar que proíbe a Prefeitura de São Paulo de vender o Quarteirão da Cultura do Itaim-Bibi, na zona sul.

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2011 | 00h00

 Veja também:

link Liminar da Justiça suspende venda de quarteirão no Itaim-Bibi

O pedido havia sido feito pela Prefeitura, que agora terá de esperar a decisão definitiva do Tribunal de Justiça sobre o caso. O objetivo da administração municipal é trocar o terreno de 20 mil m², avaliado em R$ 140 milhões, por mais de 200 creches em outros locais da cidade. Moradores e ativistas pró-patrimônio são contra a venda.

Para analisar o valor histórico do conjunto, o Conselho Estadual do Patrimônio Histórico (Condephaat) abriu processo de tombamento da área - enquanto a decisão final do órgão não sai, qualquer modificação fica proibida.

A Prefeitura afirmou que analisa medidas judiciais cabíveis para reverter a nova derrota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.