Venda causou 850 demissões

Depois de ter comprado a Webjet - com autorização obtida no dia 10 de outubro em decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) -, a Gol comunicou cerca de um mês depois o encerramento das atividades da empresa recém-adquirida.

O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2012 | 02h08

O valor da compra foi de R$ 70 milhões. A empresa ainda assumiu R$ 200 milhões em dívidas.

Após o negócio e o anúncio de fechamento, 850 funcionários da Webjet foram demitidos. Anteontem, no entanto, a Gol foi notificada pela Justiça do Trabalho de que terá de cancelar as demissões.

A 23.ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, responsável pela decisão, deu oito dias (após a notificação) para que os funcionários sejam reintegrados. Se isso não ocorrer, a Gol poderá ser multada em R$ 1 mil por funcionário por dia. Desde o anúncio do fechamento, funcionários vêm fazendo protestos em aeroportos do País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.