Velocidade cai e reduz em 27% nº de acidentes

Limite na 23 de Maio e na Rubem Berta passou de 80 km/h a 70 km/h em fevereiro

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2011 | 00h00

A quantidade de acidentes de trânsito caiu 27% em um ano no corredor formado pelas Avenidas 23 de Maio e Rubem Berta. Essas vias foram as primeiras a ter reduzido o limite de velocidade - que passou de 80 km/h para 70 km/h no dia 6 de fevereiro do ano passado. A medida depois foi expandida para outras ruas e avenidas de São Paulo.

Dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mostram que houve 1.215 acidentes e atropelamentos nos 12 primeiros meses de vigência da nova regra - entre fevereiro de 2010 e janeiro deste ano. Nos mesmos meses do período anterior, foram 1.687.

A redução do limite de velocidade foi adotada pela Prefeitura em outras vias da cidade, na tentativa de reduzir a quantidade de acidentes e fazer com que vias com a mesmas características tivessem limites parecidos - para que os motoristas saibam a velocidade em que devem trafegar em determinada via mais facilmente. Diversas outras vias da cidade tiveram a redução, mas na maioria passou de 70 para 60 km/h. Receberam essa medida vias como Avenida Jabaquara, Domingos de Moraes e Indianópolis, além das Ruas Vergueiro e Sena Madureira.

Em abril deste ano, esse limite de velocidade foi adotado nas vias que formam o corredor Leste-Oeste, como a Radial Leste, a Francisco Matarazzo e o Elevado Costa e Silva (Minhocão). Um balanço parcial da CET aponta que nesse primeiro mês de vigência houve redução de 15,3% nos acidentes - foram 182 em abril deste ano, ante 215 no mesmo mês do ano passado.

O chamado eixo norte do corredor Norte-Sul teve redução nos limites na segunda quinzena do mês passado. Formam essa parte do corredor vias como as Avenidas Luiz Dumont Villares, General Ataliba Leonel, Santos Dumont e Tiradentes. Nesse período, a redução foi de 15% - passou de 76 acidentes para 65.

Pacaembu. Na próxima segunda-feira, dia 23, entra em vigor o limite de 60 km/h no eixo entre a zona norte e o centro formado pela Avenidas Brás Leme, a Ponte da Casa Verde, as Avenidas Doutor Abraão Ribeiro, Pacaembu e Rudge, o Viaduto Engenheiro Orlando Murgel e a Avenida Rio Branco. A CET alerta que os radares instalados nessas avenidas já vão multar os motoristas infratores. Novas faixas e placas de sinalização foram instaladas nas avenidas. A próxima via que deve receber essa medida é a Avenida Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.