Veja quatro produções gravadas na Vila Leopoldina

Bairro é o principal polo do setor audiovisual de São Paulo

O Estado de S. Paulo

01 de outubro de 2015 | 14h45

Quando se pensa em filmes e seriados a conversa quase sempre se restringe à qualidade da película ou à atuação dos personagens e apresentadores. A produção, a luz e a fotografia muitas vezes passam despercebidos. Apesar disso, a produção de um filme ou uma série profissional leva em conta diversos fatores. Um dos principais é um local amplo para filmar e montar um estúdio. E o que não falta na Vila Leopoldina é espaço.

O passado industrial do bairro deixou para trás enormes galpões e armazéns, instalados em grandes quarteirões. A região é de fácil acesso e ainda permite o livre tráfego de caminhões, indispensáveis para o negócio. Cenário perfeito para bater a claquete e ligar as câmeras. Essa infraestrutura aliada aos preços baixos dos aluguéis no início dos anos 2000 atraiu muitas empresas do setor, que antes instalavam seus estúdios de cinema e foto principalmente nas vilas Mariana e Madalena e em Moema. 

O movimento cinematográfico no bairro da zona oeste aumentou com o passar dos anos, sobretudo a partir de 2012, quando entrou em vigor a lei que estabeleceu uma cota de produções nacionais nos canais de TV a cabo. Veja algumas das produções realizadas nos estúdios da Vila Leopoldina. 

'Destino: São Paulo'

Produção da O2 Filmes, que tem uma sede na Rua Baumann, 930. A série, exclusiva da HBO, é uma ficção que retrata a vida de imigrantes que construíram sua vida na cidade de São Paulo. 

'Amanhã Nunca Mais'

Gravado nos estúdios do Grupo Ink, em 2011, o longa traz no elenco Lázaro Ramos na pele do médico-anestesista Walter. Típico trabalhador que rala para manter o padrão de vida da família, Walter tem problemas em dizer “não” e enfrenta inúmeros desafios para chegar a tempo no aniversário da filha.

'Sessão de Terapia'

Essa série dirigida por Selton Mello é ambientada em um consultório de psicanálise e trata do acompanhamento de pacientes atendidos pelo terapeuta Theo. É uma produção da Moonshot Pictures e foi concluída nos estúdios da Quanta, na Vila Leopoldina.

‘3%’

O projeto começou em 2011 como uma web série no Youtube. A partir daí, a produtora Nation Filmes passou a procurar financiamento dos canais de TV por assinatura e gravou um episódio piloto, dividido em três partes. Eles foram filmados nos estúdios do Grupo Ink, na Vila Leopoldina. A série acompanha a luta de personagens em um futuro distante, onde pessoas que chegam aos 20 anos precisam passar por um processo seletivo. Os que moram do 'Lado de Cá' buscam se enquadrar entre os 3% dos qualificados a passar para o 'Lado de Lá', um mundo melhor, cheio de oportunidades e com a promessa de uma vida digna. Em agosto deste ano, a Netflix confirmou a ‘3%’ como a primeira série original completamente brasileira do canal. O lançamento está marcado para o ano que vem, com produção da Boutique Filmes. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.