Veículos de carga terão restrições de tráfego em área central

Prefeito afirmou que montará comissão para analisar exceções à regra, como caminhões de mudança

da Redação, estadao.com.br

04 de abril de 2008 | 10h37

O prefeito Gilberto Kassab anunciou nesta sexta-feira, 4, o novo pacote da administração municipal contra os congestionamentos na cidade. Com a mira voltada para os caminhões, a administração  proibiu os caminhões de circular em área central da Cidade entre as 5 e 21 horas. A medida ainda não tem prazo definitivo para valer, porque precisa ser publicada por decreto pelo prefeito, que afirmou que não sabe prever em quanto tempo ela será adotada.  Veja o mapa com as restriçõesOpine: que dúvidas podem surgir com as restrições? O prefeito havia pedido à Secretaria Municipal de Transportes projeções sobre o impacto da restrição em duas áreas: uma menor e mais central, de 25 km², abrangendo as avenidas Brigadeiro Faria Lima, Rebouças, Santo Amaro, Nove de Julho e região do Centro; e outra maior, com 100 km² (escolhida pela Prefeitura), que é um pouco menor que a área do Centro expandido, excluindo dessa área onde vigora o rodízio de veículos as Marginais Tietê e Pinheiros, avenida dos Bandeirantes e as áreas do Ceagesp (Lapa) e da Zona Cerealista (Centro). Junto com o decreto, o prefeito vai criar uma comissão para analisar as exceções. A Prefeitura também vai ampliar o rodízio de veículos para caminhões em todo o Centro expandido, que inclui as Marginais, e nas Avenidas Bandeirantes. Nessas vias os caminhões somente poderão trafegar obedecendo as restrições de acordo com o número final da placa e fora dos períodos entre 7 e 10 horas e 17 e 20h. A estimativa é que medida tire de circulação, somente na marginal Tietê, 40 mil caminhões, de um total de 210 mil que hoje trafegam a cada 24 horas nessas regiões. O prefeito também afirmou que deve enviar à comissão quer será criada duas perguntas sobre exceções no dia-a-dia da cidade. Uma delas é sobre a liberação das betoneiras e outra sobre a liberação de caminhões de mudança durante o dia. (Camilla Rigi, de O Estado de S. Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.