Veículo cai no Rio Tietê após discussão entre ex-namorados

Carro parou em um banco de areia formado pela sujeira de córrego; bombeiros usaram bote para o resgate

Ricardo Valota, da Agência Estado,

13 de outubro de 2009 | 06h26

Uma suposta briga entre ex-namorados quase terminou em tragédia, por volta das 21 horas desta segunda-feira, 12, na Marginal do Tietê, na região da Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo.

Ao volante de um Mazda preto e trafegando no sentido Lapa da pista expressa, Ivamar Vasconcelos Salles, de 38 anos, suspeito de provocar o acidente, só não viu o veículo afundar no rio porque o carro parou em um banco de areia formado pela sujeira trazida por um córrego que desemboca no Tietê.

Salles e sua ex-namorada, Jéssica Aparecida da Silva, de 19 anos, sofreram ferimentos leves. Quando os bombeiros chegaram no local, o veículo estava no rio, parcialmente submerso. No entanto, o capô e o teto eram visíveis e os dois ocupantes se encontravam sobre o automóvel. Os bombeiros tiveram que usar um bote inflável para prender uma corda no carro. O veículo foi retirado da água depois de uma hora de trabalho.

Segundo a irmã de Jéssica, Miraci Silva Costa, a queda no rio teria sido proposital. Ela ainda disse que Ivamar estava revoltado com o fim do relacionamento e que o rapaz teria feito ameaças e por várias vezes tentou atropelar a jovem. Ainda segundo Miraci, o ex-cunhado arrastou a irmã para dentro do veículo e a levou até a Marginal do Tietê, onde teria provocado a queda no rio.

Salles negou que tivesse jogado o carro de propósito no rio e afirmou que, durante uma pequena discussão, perdeu o controle da direção e acabou caindo no rio. O caso foi registrado na delegacia da Freguesia do Ó (28ºDP) como acidente de trânsito.

Tudo o que sabemos sobre:
quedaveículorio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.