Corpo de Bombeiros
Corpo de Bombeiros

Vazamento de gás mobiliza bombeiros em Santo André

Rompimento em duto de GLP da Transpetro na Avenida Sapopemba ocorreu enquanto equipe reparava tubulação de diesel

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

18 Abril 2017 | 07h30
Atualizado 18 Abril 2017 | 13h02

SÃO PAULO - Um vazamento de gás de grandes proporções foi detectado em uma rede da Transpetro na Avenida Sapopemba, em Santo André, no ABC, próximo à divisa com São Paulo, na madrugada desta terça-feira, 18. O local foi isolado e o vazamento foi contido ainda durante a manhã. Equipes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da Transpetro seguem no local para dispersar o gás liquefeito de petróleo (GLP) ainda presente no ar.

Em nota, a Petrobrás informou que o problema ocorreu enquanto uma equipe da subsidiária Transpetro trabalhava no reparo de um duto de diesel na área, onde havia sido detectada uma derivação clandestina de combustível. Uma máquina de escavação atingiu um duto paralelo ao de diesel, provocando o vazamento de GLP. A suspeita de que houve tentativa anterior de furto de combustível é investigada pela Transpetro, mas ainda não há confirmação.

Nove moradores foram retirados de suas casas, e ninguém ficou ferido. A rede elétrica foi desligada temporariamente, para evitar risco de explosões até a contenção total do vazamento. Não há previsão para a retomada do fornecimento pela Eletropaulo.

"Equipes da Transpetro trabalham para esvaziar o duto, o que está sendo feito por meio de bombeamento de água. Após o esvaziamento será feito o reparo e fechamento do duto", informou a estatal.

A Petrobrás ressaltou que todos "os protocolos de segurança foram imediatamente acionados e o vazamento no duto contido, assim como as autoridades competentes acionadas" e reafirmou seu compromisso com a segurança das pessoas e das operações.

Mande sua notícia - Quais problemas você enfrenta no trânsito e no caminho para o trabalho? O metrô parou? Viu uma manifestação na cidade? Presenciou um acidente ou algo inusitado? Fotografou ou filmou um fato e quer compartilhar? Os usuários de WhatsApp podem agora usar o aplicativo para colaborar com o Estado. Envie vídeos, fotos ou apenas o seu relato ou ideia de pauta pelo número (11) 9-7069-8639. Suas sugestões serão apuradas por um repórter e podem ajudar as pessoas. Participe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.