Vazamento de carga tóxica interdita faixas da Marginal do Tietê

Congestionamento chega a 12 kms por causa de interdição; duas faixas da pista expressa, sentido Lapa, permaneciam fechadas próximo à Ponte do Limão

Solange Spigliatti, estadão.com.br

29 de fevereiro de 2012 | 11h22

Atualizado às 12h18

SÃO PAULO - As duas faixas da pista expressa, sentido Lapa, da Marginal do Tietê permaneciam interditadas próximo à Ponte do Limão às 12h desta quarta-feira, 29, em consequência do vazamento de produto tóxico de um caminhão, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

 

Um caminhão da Transportadora Transal - Salvan Transportes, com sedes no Morro da Fumaça, no estado de Santa Catarina, e em Guarulhos, na Grande São Paulo, teve que frear bruscamente, enquanto transitava na via, segundo a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), que foi acionada.

Por causa da parada brusca do caminhão, que transportava produtos químicos, houve o deslocamento das embalagens. Um container de plástico sofreu um rompimento, ocasionando o vazamento do produto em forma líquida denominado humocer - NC pigmento para tintas. Um técnico da agência ambiental de Santana da Cetesb está se deslocando para o local para atender a ocorrência.

 

Devido à interdição, o congestionamento na pista expressa da Marginal do Tietê ainda era de mais de 11 quilômetros. As pistas expressa, local e central da Marginal Tietê, sentido Castello Branco, registravam lentidão da Ponte Aricanduva até a Ponte do Limão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.