Google Street View
Google Street View

Batida entre vans escolares deixa motorista e 18 crianças feridas no ABC

Uma vítima bateu a cabeça e foi submetida a uma tomografia; colisão fez um dos veículos capotar e cair em córrego

Felipe Cordeiro e Jéssica Otoboni, O Estado de S.Paulo

10 Maio 2018 | 08h12
Atualizado 10 Maio 2018 | 18h13

SÃO PAULO - Uma colisão entre duas vans escolares deixou uma motorista e 18 crianças feridas na Vila São Pedro, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na manhã desta quinta-feira, 10. Com a batida, um dos veículos capotou e caiu dentro de um córrego.

+++ Criança ferida em acidente entre van e caminhão morre e quatro vítimas têm alta

Segundo a prefeitura de São Bernardo, o acidente aconteceu por volta das 7h30 na Avenida Dom Pedro de Alcântara. As duas vans trafegavam no mesmo sentido quando a parte dianteira de uma se chocou com a traseira da outra.

+++ Colisão entre van escolar e caminhão deixa 17 feridos em Carapicuíba

O Corpo de Bombeiros enviou quatro viaturas ao local para atender as vítimas, além de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Já a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que as crianças e a motorista foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Pronto Socorro Central e à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Pedro.

+++ Motorista e crianças de van escolar são feitos reféns em Caxias do Sul

De acordo com a secretaria, a motorista e 11 crianças ficaram feridas com leves escoriações. Uma delas bateu a cabeça e foi submetida a uma tomografia. Todas elas já receberam alta.

+++ Garota de 9 anos caminha 4 km para pedir socorro após acidente em Minas

A Secretaria de Transportes e Vias Públicas informou que os veículos são particulares e estão registrados pela prefeitura para o transporte de crianças e que a via está com sinalização em todos os pontos.

"Será realizada uma apuração completa para verificação da situação, como velocidade permitida e demais fatores que possam evidenciar o ocorrido", disse a pasta, em nota. "A ocorrência ficou a cargo da Polícia Militar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.