Valor total fica R$ 300 milhões acima do previsto pela Prefeitura

Os processos da Secretaria Municipal de Habitação publicados ontem estão com valor R$ 300 milhões mais alto do que o estimado nos editais para qualificar as empresas que fariam as obras, publicados em setembro do ano passado. Somados, os lotes da licitação deveriam custar R$ 3 bilhões.

O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2012 | 03h01

Só um dos lotes, o 9 (que vai reurbanizar o Parque Continental, na zona oeste), teve o preço final abaixo do orçamento proposto. A maior diferença foi registrada no lote 8, que inclui favelas de Vargem Grande, na zona sul, e saiu 18% maior do que o estimado (era R$ 348 milhões, ficou por R$ 388 milhões).

As estimativas que vêm descrita nos editais servem, entre outros motivos, para saber quanto deságio a Prefeitura conseguiu com a licitação (uma característica da concorrência é baixar os valores orçados originalmente). A Prefeitura foi procurada, mas disse que não tinha como comentar os números ontem. / B.R. e D.Z.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.