Vai-Vai é a vice-campeã do carnaval de São Paulo

Campeã em 2008, a escola da Bela-Vista precisava de um 10 na última nota para superar a Mocidade Alegre

da Redação, estadao.com.br

24 Fevereiro 2009 | 18h17

A Vai-Vai ficou em segundo lugar no carnaval de São Paulo em 2009. Após uma votação apertada com a Mocidade Alegre, a escola não levou o bicampeonato. O enredo Mens sana et Corpore Sano - O milênio da superação falava da saúde. Com uma diferença apertada, a escola não conseguiu superar a Mocidade. No quesito alegoria, a Vai-Vai precisava de um 10 para superar a Mocidade. No entanto, recebeu um 9,5 do último jurado. A Mocidade recebeu 9,75.   Veja Também:  Veja como foi o desfile da Vai-Vai  Assista ao desfile da Vai-Vai  Veja as melhores imagens de todos os desfiles em SP    Blog: saiba como foi a apuração  Ouça o samba da Mocidade e veja a musa da escola  Apuração: saiba as notas de cada escola em todos os quesitos   A Vai-Vai nasceu em 1930. Nos anos 20, os penetras das festas do time de futebol de várzea Cai-Cai eram enxotados com os gritos de "vai, vai embora". A turma levou a ofensa na esportiva e montou um bloco. O cordão foi fundado no Bexiga e já ganhou 13 carnavais. A escola foi campeã em 1978, 1981, 1982, 1986, 1987, 1988, 1993 (dividiu o título com a Camisa Verde e Branco), 1996, 1998, 1999 (dividiu o título com a Gaviões da Fiel), 2000 (dividiu o título com a X-9 Paulistana), 2001 (dividiu o título com a Nenê de Vila Matilde) e em 2008.   Integrante da Vai-Vai acompanha a apuração na quadra e chora o vice. Foto: Evelson de Freitas/AE   A escola da Bela Vista levou 4.200 integrantes à avenida. Eles estavam separados em 39 alas e 5 carros alegóricos.   Como foi o desfile   A Vai-Vai teve que apertar o passo para cumprir o regulamento e cruzar a avenida em 65 minutos. No final, os ritmistas e a bateria até esqueceram de sambar para cumprir o regulamento e não perder pontos. Houve problemas na manobra do carro abre-alas, segundo o diretor de harmonia da escola, Edison Paulino, conhecido como Buiú. Mesmo com a correria, o público foi ao delírio no fim do desfile.   Vai-Vai foi a penúltima escola a entrar no Anhembi. A torcida não decepcionou e agitou bandeiras para a passagem da escola. O carro abre-alas - justamente o que teve problemas de manobra - surpreendeu por seu tamanho. A alegoria era uma espécie de três carros alegóricos que, acoplados, formam um gigante.   O senador Eduardo Suplicy foi um dos destaques da Vai-Vai. Suplicy apareceu no último carro alegórico da escola. No carro também estavam o músico João Carlos Martins e o presidente da escola, o Thobias da Vai-Vai.

Mais conteúdo sobre:
carnaval 2009Vai-Vai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.