Divulgação
Divulgação

Vai malhar amanhã? Isso pode ajudar SP

No Dia do Desafio, quanto mais atividade física, mais chance de a cidade ganhar

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

Quem fizer qualquer atividade física amanhã em São Paulo - de aula de dança na academia até corrida no parque - poderá ajudar a cidade a ganhar a competição do Dia do Desafio, que ocorre no mundo inteiro, sempre na última quarta-feira de maio. Neste ano, a capital paulista compete com Durango, no México, e o objetivo é reunir o maior número de pessoas fazendo exercício em um único dia em cada cidade.

Para participar, basta ligar para 0800-11-8220 e informar o tipo de esporte ou atividade que você fez. Em São Paulo, as 12 unidades do Sesc terão aulas que vão de ioiô e atividades circenses a esgrima e artes marciais. Empresas e escolas das redes estadual e municipal também vão ter programação.

Vários locais públicos na cidade promoverão exercícios coletivos. Na Estação Luz, por exemplo, participantes podem fazer aula de dança gratuita às 12h.

O ex-jogador e técnico de futebol Vampeta vai liderar uma série de atividades nas Estações Barra Funda (às 6h30 e 7h30), Marechal Deodoro (8h30) e no Sesc Pompeia (9h30). E o ex-jogador de vôlei Tande também vai dar uma de técnico na Barra Funda às 16h30 e às 17h, no Shopping West Plaza às 18h e no Sesc Pompeia às 19h.

Competição. É o 16.º ano que São Paulo participa do desafio, que surgiu no Canadá em 1983. As cidades americanas sempre competem entre si e a regra é a mesma nos outros continentes. No ano passado, o "oponente" de São Paulo foi Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, que perdeu o jogo: 10% da população se engajou fisicamente no dia. Em São Paulo, esse número foi de 25%, o que corresponde a mais de 2,6 milhões de paulistanos suando a camisa.

É uma quantidade expressiva, segundo a gerente de Desenvolvimento Físico-Esportivo do Sesc São Paulo, Maria Luiza Souza Dias. "A gente percebe que esse evento deixa um legado para o futuro. Vários programas de atividade em escolas, empresas e outras entidades surgiram a partir do Dia do Desafio."

A competição entre as cidades é amigável e não existe prêmio para a mais ativa. O Sesc trabalha neste ano com uma meta ambiciosa: contar com a adesão de 27% dos paulistanos. "O importante não é perder ou ganhar. Nossa expectativa é diminuir o sedentarismo no mundo e motivar as pessoas por meio do resultado em cada cidade", conta Maria Luiza.

O registro de atividades é feito por um coordenador em cada uma das instituições participantes, além da contabilização das ligações para o 0800.

PROGRAMAÇÃO

Estações

Barra Funda, Tietê, Marechal Deodoro e Santa Cecília terão atividades

Sescs

As 12 unidades da capital terão atividades gratuitas, como aulas de circo no Sesc Consolação

Parques

Ibirapuera, Água Branca, Independência e Buenos Aires terão caminhadas e alongamento

Shoppings

Ações no Tatuapé e West Plaza

 

Veja também:

documento Confira horários e destaques da programação

especialOutras informações sobre o Dia do Desafio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.