Vai a 47 número de mortos pela chuva no Estado de SP

São José do Rio Preto decretou calamidade pública pelos estragos causados no temporal de ontem

Fabiana Marchezi e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

19 Janeiro 2010 | 11h13

Subiu para 47 o número de mortos em razão das fortes chuvas que assolam o Estado de São Paulo desde o dia 1º de dezembro. O número de municípios em situação de emergência também aumentou: passou de 21 para 24.

De acordo com boletim divulgado hoje pela Defesa Civil estadual, 34 pessoas ficaram feridas em todo o Estado. Mais de 17.200 pessoas estão desalojadas - as que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - e 3.687 estão desabrigadas - as que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos. Ainda segundo o órgão, as chuvas já afetaram 122 municípios, sendo que dois deles estão em situação de calamidade pública: Cunha e São Luiz do Paraitinga.

O prefeito de São José do Rio Preto, Valdomiro Lopes, decretou estado de calamidade pública e situação de emergência em razão dos estragos provocados pelo temporal que atingiu o município ontem. Os prejuízos na cidade devem ultrapassar os R$ 40 milhões. No entanto, o município ainda não entrou na lista da Defesa Civil estadual.

Já as cidades em situação de emergência, conforme divulgado pelo órgão, são: Atibaia, Bofete, Caieiras, Caiuá, Capivari, Chavantes, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Inúbia Paulista, Lucélia, Lourdes, Manduri, Mineiros do Tietê, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Pracinha, Presidente Venceslau, São Lourenço da Serra, Santo André, Santo Antônio do Pinhal e Sumaré.

Mais conteúdo sobre:
chuvas SP mortos emergência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.