Usuários de fretados voltam a fechar avenida em São Paulo

Dois sentidos da Doutor Arnaldo foram bloqueados em mais um dia de protestos contra medidas de restrição

Ítalo Reis, da Central de Notícias,

28 de julho de 2009 | 19h19

 

SÃO PAULO - Usuários de fretados ocuparam totalmente a Avenida Doutor Arnaldo na região próxima à estação Sumaré do metrô no começo da noite desta terça-feira, 28, em mais um um protesto contra a medida de restrição de circulação desse tipo de veículo na cidade. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os dois sentidos da via foram bloqueados.

 

Veja também:

linkPrefeitura de SP volta atrás e libera Berrini para fretados

linkMetrô abre bilheterias para atender usuários de fretados

linkKassab estuda 'aperfeiçoamentos' na restrição a fretados em SP

forum Opine: a Prefeitura deve aliviar as regras aos fretados?

mais imagens Galeria de fotos dos protestos

 

De acordo com a Policia Militar, o protesto está sendo acompanhado e, até agora, tem sido pacifico. Não há informações sobre a quantidade de pessoas na região. Na noite de segunda-feira, os manifestantes bloquearam por mais de uma hora três pontos da Marginal do Pinheiros e as avenidas dos Bandeirantes e Ricardo Jafet.

 

A Prefeitura emitiu nota repudiando a ação, que atrapalhou o trânsito. Algumas estações de metrô da cidade ficaram lotadas por causa dos pontos de desembarque criados e, por isso, foram abertas novas bilheterias nesta manhã para atender a demanda.

A Prefeitura de São Paulo ainda estuda aperfeiçoamentos das medidas, mas o secretário dos Transportes, Alexandre de Morais, avalia que a restrição já provocou melhoras no trânsito da capital. Segundo ele, houve uma redução de 70% do trânsito pela manhã na segunda-feira, em comparação com as segundas-feiras de julho de 2008, em decorrência da redução de ônibus nas ruas.

 

 

 

Mais conteúdo sobre:
fretadosSPprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.