Usuário de crack causa polêmica com grupo de pagode

Um usuário de crack que se identificou como Luiz Carlos Vicente Alves Júnior e disse ter vivido três anos na cracolândia causou polêmica ontem com o grupo de pagode Katinguelê, que o acusa de se passar por ex-integrante da banda para dar até entrevista na televisão. "Sou fundador do grupo e não conheço essa pessoa", disse Hudson Lins. Segundo ele, o único Juninho que fez parte do grupo é Nelson Laurindo Júnior, hoje evangélico, que estava incomunicável ontem em evento no Rio. Sua mulher, Hélia Laurindo, contou que ele também usava drogas, mas há 11 anos largou o vício e não tem nada a ver com Luiz Carlos. / A.R.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.