HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

USP Talks debate desafios urbanos nesta quarta

Evento gratuito e com transmissão ao vivo terá a participação de especialistas da universidade

O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2017 | 23h19

São Paulo pode ser uma cidade sustentável? Muitos dos problemas que a cidade enfrenta hoje - trânsito, criminalidade, enchentes, poluição - resultam de escolhas erradas do passado, agravadas pela explosão demográfica das cidades nas últimas décadas. Como reverter essa situação e criar um modelo mais equilibrado de desenvolvimento urbano?

Esse será o tema do próximo USP Talks, sobre Desafios Urbanos, que acontece nesta quarta-feira, 27, com a participação dos especialistas Alex Abiko e Raquel Rolnik, da Universidade de São Paulo.

“Os principais desafios das cidades estão na sua capacidade de articular as várias políticas públicas necessárias para garantir a melhoria da qualidade de vida com uma agenda de necessidades que é ampla, envolvendo aspectos de habitação, mobilidade, emprego, segurança, saúde, saneamento e muitos outros”, diz o engenheiro Abiko, professor em Gestão Urbana e Habitacional da Escola Politécnica (Poli).

A mobilidade é uma questão estrutural importantíssima, ressalta Raquel, chefe do Departamento de Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Pesquisas indicam que o paulistano perde cerca de 3 horas por dia no trânsito, em média. “Temos de reverter uma situação cujo sintoma está nessa mobilidade urbana, historicamente marcada pelo deslocamento periferia-centro”, diz a pesquisadora. A solução, segundo ela, passa por investimentos pesados em transporte público de massa.

O USP Talks é uma iniciativa da Universidade de São Paulo em parceria com o Estado e apoio da Faculdade Cásper Líbero. Os eventos ocorrem toda última quarta-feira do mês, das 18h30 às 19h30, no teatro da Cásper Líbero (Edifício Gazeta, Av. Paulista 900). A entrada é gratuita e haverá transmissão ao vivo pela internet.

Mais conteúdo sobre:
USP [Universidade de São Paulo]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.